Showing posts tagged palestrantes

Palestrantes: Carlos Escudé

Carlos Escudé é cientista político de nacionalidade argentina que serviu como conselheiro especial do Ministro de Relações Exteriores argentino, Guido di Tella. Descata-se também como conselheiro da política externa argentina no início dos anos 90 frente às potências ocidentais, em especial na sequência da Guerra das Malvinas. Escudé é graduado em sociologia pela Universidad Católica Argentina e obteve o doutorado em Ciência Política pela Yale University. Em 1986 foi condecorado com a Ordem Bernardo O’Higgins por sua promoção da paz e amizade entre Argentina e Chile. No ano de 2003 Escudé foi apontado como “provavelmente o teórico de ciência política mais ilustre da América Latina” pela Trent University do Canadá. Seu trabalho acadêmico está focado no neomodernismo e realismo periférico e seus artigos já foram publicados em mais de seis países, entre eles Reino Unido, Alemanha e Israel.

Palestrantes: Ana Maria Mülser Parada

Graduada em Economia pela Universidade de Brasília, teve pós-graduação em Economia Política pela UNICAMP, mestrado em Relações Internacionais pela UnB e atualmente conclui tese de  Doutorado em Ciência Política no Instituto de Altos Estudos sobre a América Latina (IHEAL) da Sorbonne, em Paris.
            No Itamaraty, concluiu o curso do Instituto Rio Branco em 1986 e o Curso de Altos Estudos (CAE), em 2005, com tese sobre a Declaração da Organização Mundial do Comércio (OMC), de 2001, sobre o acordo de propriedade intelectual e saúde pública.

Já ocupou os cargos de Cônsul-Geral Adjunta do Brasil em Paris e de Chefe da Divisão de ASEAN e Timor Leste (DASEAN) do Ministério das Relações Exteriores. Atualmente atua como Chefe da Divisão de Forum IBAS e Agrupamento BRICS (DIB) do Ministério das Relações Exteriores

Palestrantes: Embaixador João Luiz de Barros Pereira Pinto

João Luiz de Barros Pereira Pinto é chefe de departamento da América do Sul I na Subsecretaria Geral da América do Sul, Central e do Caribe no Ministério das Relações Exteriores. Serviu, também, em Washington, Quito, Nova York e no Palácio do Planalto.  Foi um dos participantes de audiência na Subcomissão Permanente da Amazônia e da Faixa de Fronteira, da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE).

Palestrantes: Professor Tomás Mancha Navarro

O professor Tomás Mancha Navarro possui graduação em Ciências Econômicas e Empresarias pela Universidad de Málaga(1976) e doutorado em Ciências Econômicas (1982) pela mesma instituição. Foi professor visitante nas universidades de Santa Fé (Argentina) e Magallanes (Chile) durante anos. Em 1985 visitou a London School of Economics para atividade de pesquisa. Foi diretor de departamento de Economia Aplicada entre 1996 e 1998 na Universidad de Alcalá, e atualmente leciona Economia Aplicada na mesma instituição, que fica na Espanha.  Navarro tem atuado como perito e consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento, no Governo de Espanha, na Comissão Europeia e em várias administrações e governos regionais.

Palestrantes: Professora Gladys Lechini

A professora Gladys Lechini é graduada em Ciências Sociais pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales. Possui mestrado em Ciências Sociais ,e  menção em Ciência Política pela mesma instituição (1995). É doutora em Sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é professora titular do doutorado em na Facultad de Ciência Política e Relações Internacionais na Universidad nacional de Rosario (Argentina). Também é pesquisadora do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas (Conicet) e diretora do Programa de Relaciones y Cooperación Sur-Sur (PRESUR). Ela tem como principais áreas de interesse as relações da América Latina, Cooperação Sul-Sul, IBSA e estudos da África.

Palestrantes: Andrés Ramirez

Andrés Ramirez é Representante do Alto Comissário do ACNUR no Brasil. Seu trabalho atende, no Brasil, mais de 4.500 refugiados de mais de 70 países. Suas atribuições incluem providenciar proteção legal, documentos e acesso as políticas públicas brasileiras. Os refugiados atendidos por Ramirez são homens, mulheres e crianças de todas as idades que foram forçadas a abandonar seus lares devido a conflitos armados, violência generalizada, perseguições religiosas ou por motivo de nacionalidade, raça, grupo social e opinião pública. Eles buscam refúgio em outros países para reconstruir suas vidas com dignidade, justiça e paz. Por essas e outras razões Ramirez desempenha um papel importante na questão dos Direitos Humanos no Brasil.

Palestrantes: João Clemente Baena Soares

João Clemente Buena Soares é o único brasileiro a assumir, em junho de 1984, o cargo de secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA). Cumpriu mandato de cinco anos e, posteriormente, foi reeleito para mais um mandato.

Antes de entrar para OEA, João Clemente Baena Soares contava com 31 anos de serviço diplomático do Brasil, e mais especificamente, exercia a função de secretário-geral das Relações Exteriores do Brasil (1979-1984) quando foi eleito pela Assembléia Geral da OEA para liderar a organização.

Entre 1997 e 2006 foi membro da Comissão de Direito Internacional das Nações Unidas. Em novembro de 2003, o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, o indicou para o High-Level Panel on Threats, Challenges and Change.

Soares possui Bacharel em Direito pela PUC-RJ, é membro da Academia Brasileira de Filosofia, do PEN Clube, da Comissão Jurídica Interamericana – OEA e Presidente do Centro de Estudos Internacionais além de já ter recebido vários prêmios internacionais como reconhecimento pela sua enorme contribuição nas Relações Internacionais.

Palestrantes: Nadine Borges

A Advogada, Mestre e Doutoranda em Sociologia e Direito do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense, Nadine Borges possui graduação em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2003). Realizou curso de extensão sobre o Sistema Interamericano e Universal de Proteção dos Direitos Humanos, organizado pela American University Washington College of Law (WCL-AU), Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (CIDH/OEA) e Internacional Service Human Rights (ISHR) em Washington/DC (2005). Autora do livro intitulado Damião Ximenes: Primeira Condenação do Brasil na Corte Interamericana de Direitos Humanos, publicado pela Editora Revan (2009). Atualmente dedica-se à pesquisa das violações de direitos humanos que tramitam na Comissão e na Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA. Como defensora dos Direitos Humanos Nadine Borges sobressai-se como Diretora do Departamento de Políticas Temáticas da Criança e do Adolescente da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Palestrantes: Secretário Paulo Abrão Pires Junior

O Secretário Nacional de Justiça Paulo Abrão Pires Juniorfoi membro do Grupo de Trabalho da Presidência da República para a elaboração do projeto de lei para a criação da Comissão Nacional da Verdade (2009), integrou a Missão Brasileira de Implementação da Universidade do Cabo Verde - África - pelo MRE Itamaraty/MEC e a Missão Brasileira sobre a Lei de Anistia junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos na OEA. Participou de representações brasileiras em atividades no Chile, Portugal, Espanha e Inglaterra.

É juiz do Tribunal para a Justiça Restaurativa em El Salvador (2009), membro Consultivo do Centro de Referência Memórias Reveladas do Arquivo Público da Casa Civil da Presidência da República, membro do Conselho de Orientação Cultural do Memorial da Resistência do Governo do Estado de São Paulo.  É diretor do Programa de Cooperação Internacional sobre Justiça de Transição ABC-MRE/PNUD/MJ e Coordenador Geral da Comissão de Implantação do Memorial da Anistia Política no Brasil.

O Secretário Paulo Abrão também é presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Possui diversos artigos publicados além de ser membro do conselho editorial de diversas revistas científicas. É organizador das seguintes obras publicadas: “Assessoria Jurídica Popular” (Edipucrs), “Diálogos em Direito Público”(Edipucrs), “Repressão e Memória Política no Contexto Ibero-Americano” (Universidade de Coimbra/MJ).

Paulo Abrão é Doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2009). Mestre em Direito pela Unisinos (2000). Especialista em Direitos Humanos e Processos de Democratização pela Universidade do Chile (2010). Bacharel em Direito pela Universidade federal de Uberlândia (1997). É professor  da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e professor convidado do Curso de Mestrado em Direito da Universidade Católica de Brasília (UCB).

Palestrantes: Professor Pedro Carvalho de Mello

O professor Pedro Carvalho de Mello é mestre e doutor em Economia pela Universidade de Chicago (EUA); especialista em Finanças e Economia, formado pela Faculdade de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro;. Atuou como diretor na CVM- Comissão de Valores Mobiliários- e na BM&F- Bolsa de Mercadorias e Futuros, e foi Vice-Presidente do Pittsburg National Bank. Foi professor visitante na Columbia University, em 1998, e na University of Richmond, em 2004, é professor da Ohio University no Programa MBA Pleno FGV-Ohio, professor coordenador internacional do FGV Management- FGV e professor Associado- livre docente- da Esalq/USP. Destaca-se como membro fundador do Comitê Latino Americano de Assuntos Financeiros - CLAAF. Atualmente é Coordenador da Área Internacional do FGV Management.

Palestrantes: Ministro Marco Farani

O Ministro Marco Farani é diretor da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) desde outubro de 2008. Farani integrou-se ao Serviço Exterior Brasileiro em 1980, após estudos em Comuni
cação na Universidade Federal de Brasília, e atuou nas equipes do Presidente, Vice-Presidente e Presidente do Senado. Sua atuação no exterior inclui a Missão das Nações Unidas, em Nova York e nas Embaixadas em Tóquio e Pequim. Na chancelaria, ele já trabalhou, entre outras unidades, no Departamento Cultural. Antes de se tornar o chefe da ABC, o Ministro Farani tirou uma licença de quatro anos do Ministério dos Negócios Estrangeiros para trabalhar no setor privado. Sua dissertação na Academia Diplomática Brasileira analisou o papel do cinema brasileiro como um instrumento da política externa brasileira. O Ministro é hoje um dos maiores expoentes nacionais no que tange a Cooperação Internacional.

Palestrantes: Oliver Stuenkel

Oliver Stuenkel é professor adjunto de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas, com atuação em São Paulo. Ele tem interesse em potências emergentes, especificamente na política externa do Brasil e da Índia e seu impacto sobre a governança global. Sua experiência de trabalho inclui projetos com as Nações Unidas no Brasil, a Cooperação Técnica Alemã (GTZ) nas Ilhas Fidji e a Secretaria do Mercosul em Montevidéu. Ele foi professor visitante na Universidade de São Paulo (USP), na School of International Studies na Jawaharlal Nehru University (JNU), e professor de colégio no interior do Rajasthan, na Índia. Tem graduação pela Universidade de Valência na Espanha, Mestrado em Políticas Públicas pela Kennedy School da Harvard University, onde foi McCloy Scholar, e doutorado em ciência política pela Universidade Duisburg-Essen, na Alemanha.

Palestrantes: Embaixador Oscar Laborde

Oscar Laborde é embaixador Argentino e representante especial do Departamento para a Integração e a Participação Social da Chancelaria Argentina. Além de grande interesse em Integração Regional, pois é o representante especial para a Integração do Mercosul da Argentina, Laborde leva uma vida política ativa como Dirigente da Frente Transversal Nacional e Popular.

Palestrantes: Ministro Milton Rondó Filho

Milton Rondó Filho é Coordenador Geral de Ações Internacionais de Combate à Fome do Ministério de Relações Exteriores. Ele, entre outras atribuições, é responsável pela política externa brasileira no que tange a segurança-alimentar, desenvolvimento rural e nutrição em conjunto com outras nações, agências e fóruns, mantendo um diálogo constante com outros ministérios e movimentos da sociedade civil. Milton também é nomeado para o Grupo Consultivo das Nações Unidas do Fundo Central de Resposta de Emergência. Rondó foi assessor internacional da Secretaria da Agricultura do RS, durante o governo Olívio Dutra.

Palestrantes: Marcos Prado Troyjo

Marcos Prado Troyjoé Diretor do BRICLab (Centro de Estudos sobre Brasil, Rússia, Índia e China) da Columbia University, em Nova York.

Licenciado da carreira diplomática, onde se formou pelo Instituto Rio Branco, foi Secretário de Imprensa da Missão do Brasil junto às Nações Unidas, em Nova York, e participou da Delegação do Brasil junto ao Conselho de Segurança da ONU no biênio 1998-99. Foi Chefe de Gabinete do Departamento de Cooperação Científica e Tecnológica do Ministério das Relações Exteriores. 

Após haver se graduado em Ciência Política e Economia obteve o grau de Mestre e Doutor em Sociologia das Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo (USP). Cursou programas de pós-graduação na Kennedy School, Harvard University, e realizou seu pós-doutorado na Columbia University.

É professor-convidado do Centre d´Études sur l´Actuel et le Quotidien da Universidade Paris-Descartes (Sorbonne). É também professor do IBMEC e fundador do Centro de Diplomacia Empresarial, instituição voltada para a formação de recursos humanos e estratégias empresariais para a competitividade internacional da empresa brasileira. 

Representou o Brasil em dezenas de conferências internacionais e é autor de livros sobre conjuntura internacional e inovação tecnológica, dentre eles ‘Nação-Comerciante: Poder e Prosperidade no Século XXI’, listado pela revista ‘Americas Quarterly’ do Council of the Americas de Nova York, como um dos sete melhores livros publicados no continente americano em 2007 nas áreas de economia, negócios e políticas públicas. É articulista do jornal ‘Brasil Econômico’, da revista ‘Voto’, do Instituto Millenium e do ‘Diário da Rússia’. Recebeu os Prêmios “Leadership for Social Development – 2001″ da Brazil Foundation de Nova York, “The Outstanding Young Person of the World” (2004) da Junior Chamber International juntamente com a Rainha Rania da Jordânia e o cientista japonês de Robótica Takanori Shibata. Foi também o vencedor da “Latin America Fellowship-2005″ outorgado pela Sra. Helen Clark, Primeira-Ministra da Nova Zelândia. 

Troyjo é palestrante convidado em temas como o futuro da educação, economia, política, mídia e relações internacionais no Brasil e em algumas das mais importantes universidades e centros acadêmicos do mundo, dentre eles a Sorbonne (França), MIT (EUA), Yale University (EUA), Harvard University (EUA), Columbia University (EUA), Canning House (Inglaterra) Setton Hall University (EUA), Tsinghua University (China) Instituto de Empresa (Espanha), University of Auckland (Nova Zelândia), University of Washington (EUA), Academia Brasileira de Letras, etc.